14 agosto 2013

Papéis invertidos

Tudo em um mesmo dia (13/08):

De um lado, o clube que um dia teve a segunda maior torcida de SP – e só pode ser de massa um clube cuja torcida segue crescendo nas camadas populares – anuncia a arquibancada a R$ 50 em um jogo contra o Atlético/PR. A miopia é toda do senhor Paulo Nobre, mas seus correligionários defendem despudoradamente a medida. Gente que já foi de arquibancada proclama absurdos como “temos uma torcida com padrão aquisitivo diferenciado”. A alienação só os permite enxergar a Pompéia. Quando muito, com algum esforço, Nobre e seus capachos vislumbram os bairros do centro expandido – tradução para os abduzidos: a área do rodízio.

De outro, o clube que outrora se posicionou como sendo “da elite” anuncia, para um duelo em casa contra o mesmíssimo Atlético/PR, arquibancada a R$ 10 (cinco vezes menos!).

Nada acontece à toa:

Anos e anos de descaso em relação à torcida fizeram o Palmeiras perder logo para seu rival o posto de segunda maior torcida do estado. Isso, senhores, se deu exatamente nos estratos sociais menos privilegiados. É perigoso, é muito perigoso - e eu já fiz esse alerta inúmeras vezes.

A política excludente da gestão presidente/CEO vê a torcida não como a massa que empurra o time, mas como uma fonte de receitas. O efeito é extremamente nocivo. Logo esse abismo se torna maior do que a nossa capacidade de reação. E aí não tem volta...

14 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Felipe Teodoro da Silva disse...

Nenhuma objeção ao que disse. Concordo plenamente. E outra o time sente isso também, pois até o minimo aumento é sentido. Ex: Na libertadores, contra o Tijuana a torcida não era a mesma que deu espetáculo na fase de grupo, e sim, uma torcida que vai ao estádio para tirar foto e fazer check-in no facebook com seu Iphone novo.

Ptks disse...

Também acho isso Felipe. Deu para notar, claramente, que o clima naquele jogo contra o Tijuana não era o mesmo do clima da fase de grupos. Eu preferiria muito mais os 20 mil que foram contra o Tigre do que aqueles que foram contra o Tijuana.

Leonardo disse...

Concordo absolutamente e a partida contra o Tijuana é um grande exemplo de como a elitização é nociva. A torcida que compareceu àquele esteve muito atrás das belas noites que vivemos na fase de grupos.

Leonardo Nakamura

Ivan disse...

A política de nosso nobre mandatário sempre foi clara. Só não via quem não queria. Agora parece que a coisa tá ficando mais explícita.

Começou com a primeira grande bomba. Boom! Foderemos as torcidas. Não venderemos mais ingressos aos marginais.
Logo em seguida veio a segunda explosão. Boom! Ingresso de 30 reais vai passar a custar 60. Abaixaremos para 40 e todo mundo vai ficar feliz com a decisão.
O próximo passo é aumentar mais um pouco, daremos a desculpa da oferta e procura. Jogo bom, preço alto.
Temos uma torcida fanática que lotará os jogos.

Dentro desse tempo, alguns "calabocas" consideráveis. Mandemos jogos em Prudente, a caipirada não reclama. Afastemos todos contrários.

Só tem um porém, nobre presidente.
Nossa torcida é fanática até a página dois. Sua política só se sustenta enquanto o time estiver na série B, goleando Icasas da vida.
Nos tempos de osso temos só 3 ou 5 mil destes 30, muitos deles são os marginais das torcidas.

Só se conhece o soldado quando ele vira tenente. Essa bicha elitista nunca pisou numa arquibancada na vida, caiu de pára-quedas no clube.
É de longe o maior inimigo de nossa grande massa. Filho da puta!

Unknown disse...

Concordo em relação ao Palmeiras/Nobre.

Agora, bater palma a uma ação populista do ditador colorido?
Para o bolso de qualquer torcedor, ótimo. Mas se fosse por aqui, ficaria com um pé atrás. Ele quer ganhar mais moral com a torcida comum, já que sabemos que ele comprou a organizada.

Ninguém abaixa o preço do ingresso tanto assim sem deslumbrar vantagens, nem que sejam politicas...


Não precisa de populismo aqui.
Mas que seria muito bom na Série B pagarmos um valor justo, seria! 20 reais uma arquibancada estava de bom tamanho, e o socio pagando 10.

E numa Copa do Brasil, pagariamos 30. E não reclamariamos.


Agora, o Nobre usa essas partidas para alavancar o socio torcedor, ridiculo! e ele acaba inutilizando o plano mais baixo do Avanti (o meu!), ele quer nos obrigar a pagar 70 reais por mês pelo unico plano que funciona de verdade. Mas nem todos podem...

Mateus disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
andre zanoni disse...

R$ 50 pratas, a maioria paga meia R$ 25, nao está ruim. Agora nao dá para comparar com o Sao Paulo que está desesperado para não cair.Gosto de voce , e seu blog, mas neste post vc esta pegando pesado sem razão.

Anônimo disse...

nem eu mateus/ anonimo

nem eu

estou estupefato

muita besteira

muita asneira

só idiotice

onde já se viu palmeirense achar legal extorquirmos os irmãos?

onde já se viu palmeirense criticar postura que visa trazer o torcedor ao estádio?

onde já se viu palmeirense aplaudir atitude de elitização

sujeito anonimo, sujeito mateus: vocês devem ser daqueles que ficariam satisfeitos em ganhar um campeonato mesmo se não pudessem pagar pelo ingresso, de tão caro

vcs tem que se tratar, melhor, esquecer o Palmeiras. Não queremos sujeitos como vocês em nossos degraus de arquibancada, na comunhão de um sentimento. Gente como vocês merece levar a vida medíocre que levam

Abs

César SEP disse...


Ivan

A torcida do Palmeiras adquiriu esse rótulo de "modinha". Na verdade, todas são assim agora, isso não é mais exclusividade do SPFW. Enquanto o Palmeiras estiver goleando esses timecos da Série B, a demanda por ingressos vai ser alta, e a dupla Nobre/CEO vai aproveitar disso, da ilusão da torcida. Só lembrando que a média de público do Palmeiras no Paulistão 2013 foi pífia, eu lembro de jogos no Pacaembu com 4, 5 mil pessoas. Na fase de grupos da Libertadores, contra o Tigre e o Sporting Crystal não foi mais do que 20 mil. Dai contra o Libertad já encheu bem mais, pois estava em jogo a classificação para a 2º fase. E, como este blog já abordou esse tema antes, o Palmeiras de fato perdeu espaço para a torcida do SPFW nas regiões mais afastadas da cidade. Porém a torcida do Bambi continua apática, faz tempos que não vemos um sujeito com a camisa do SPFW na rua. Elas sumiram completamente, é até impressionante.

Abraço

claudio longo disse...

Ba noite a todos, esta é a visão de marketing, de um idiota, que ao tentar manter valores altos, poderia trazer ao estádio o publico, que romperia todos os recordes, principalmente ao oferecer planos do AVANTI, aos torcedores que comparecessem ao estádio três vezes seguidas, e apresentassem os ingressos, na administração do plano AVANTI, recebendo a primeira parcela gratuita , incentivando assim a muitos que pagando o valor unitário por jogo, R$ 25,00, teriam o desconto proporcional na adesão do AVANTI, mas a miopia é forte e a burrice é maior!

Anônimo disse...

Empurra pra longe a massa, só lembra que a elite, só prestigia resultados elitistas, depois que os espancos da B cessarem, e a má fase vier dar a cara, chame seus amigos do rotary club e enxe a bancada.

Nobre, respeite qm da a vida pelo clube, sem NUNCA GANHAR nada alem de prazer e satisfação, espero eu que o mundo siga adiante e o futebol seja devolvido a nós, Deus sabe como eu sinto falta do sabado a tarde com meu velho no palestra comendo antes do jogo. Ja perdi meu pai, ja perdi o antigo palestra e perdi a comida antes do jogo, nao tirem o Palmeiras do povo.

Anônimo disse...

Pô.... os caras agora estão reclamando até do proprio torcedor do Palmeiras que esta pagando seu plano avanti e lotando o estadio.... que coisa.
É por aih que vejo, o PN esta coberto de razão mesmo....