22 março 2009

É dia 28! E é dia 8!

Estivemos ontem em Guaratinguetá para conhecer mais um estádio do interior paulista. Outra jornada com ingresso caro (R$ 40) e em horário obsceno (por que sábado às 19h10, cazzo?). E, por mais que tenhamos observado o quanto a presença do Palmeiras movimentou a cidade, é absurdo cobrar um valor tão alto pelo pouco que é oferecido.

Podemos começar pelas arredores do estádio, cercado por uma escuridão ainda pior que a de Itu, sobre a qual falei poucos dias atrás. Mas o principal mesmo é que temos ali uma arquibancada com tamanho insuficiente para receber o público visitante, de tal forma que grande parte da nossa torcida teve de ficar não no cimento, mas no gramado enlameado que fica acima da arquibancada.

O campo de Guaratinguetá fica em uma espécie de vale, como acontece em grande parte das praças esportivas do interior paulista. E aí o que se tem é um espaço reduzido para as torcidas da capital (é uma contradição com a cobrança de R$ 40 para nos receber), o que leva muita gente a não conseguir chegar até lá embaixo, ficando mesmo com o pé na grama e com a visão encoberta. A sorte é que não choveu tanto ontem.

Reforço a avaliação que tinha feito após o jogo no Novelli Júnior, sobre a decadência dos clubes do interior, com a ressalva de que a iluminação do estádio de Guaratinguetá é menos pior que a de Itu. Nada muito significativo, mas é.

Por fim, o empate até que ficou de bom tamanho, visto que o time não se acertou durante a maior parte do tempo. Diego Souza, de novo, se destacou, mas o que ninguém consegue tirar da cabeça são as duas guerras que estão por vir: no antro em que fazemos questão de receber o tratamento destinado aos inimigos e no puteiro de Recife – eu já garanti a minha viagem.

É dia 28!

E é dia 8!

***

Para esclarecer a polêmica da vez:

Não seria correto dizer que o SCCP faz com o Santos o mesmo que o SPFW fez com ele próprio há menos de um mês. O erro dos dirigentes do clube da capital foi destinar à torcida visitante apenas 6% em vez dos 10% definidos pelo regulamento. Este foi o grande problema, e a polêmica deveria ficar restrita a isso.

A questão toda é que todos os grandes da capital deveriam destinar ao Santos FC a mesma condição que recebemos quando vamos à Vila. Já houve um tempo em que tínhamos direito a 10%, mas o senhor Marcelo Teixeira decidiu fazer obras no setor dos visitantes que reduziram este número a pouco mais da metade - e ninguém fala nada.

O Palmeiras retribui o tratamento desde sempre, com espaço reservado para os santistas lá no canto de todos os demais visitantes. O SPFW começou recentemente a fazer o mesmo, no que está certo. E chegou agora a vez do SCCP, que foi inábil e errou no momento.

E foi tão grande o erro dos dirigentes do SCCP que eles conseguiram equiparar uma medida necessária como esta ao absurdo de que foram vítimas contra as moças do Jd. Leonor. É ruim para todos.

Quanto à briga pós-jogo, não preciso estar lá para saber que a culpa é dos despreparados homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

14 comentários:

Denis Dias de Lima disse...

Mas os 10% são só para os campeonatos organizados pela CBF, não? No regulamento do Paulista não há nada sobre esse tema.

don vitotti disse...

vendo os acontecimentos de bambis x gambás e gambás x sardinhas, só posso pensar uma coisa:

mais do que preparados pra guerra contra os bichas, nós PALMEIRENSES que formos a batalha do dia 28 teremos que ir preparados pra guerra contra os ACAB, essa guerra com ctz vai acontecer.

talvez td isso esteja sendo arquitetado pelo promotor. aliás, qdo teremos eleições pra deputado pra podermos nos livrar do sr. Paulo Castilho???

Luiz disse...

Na linha do pensamento do Vitor, acho que as TOs devem agir mais racionalmente e protestar contra a PM. Também me parece algo orquestrado, para motivar uma ação que as extinguam. Desse modo, ou elas se juntam, ou serão presas fáceis na mão do MP e do Batalhão de Choque. Está na hora de divulgar os abusos dessa corporação. A imprensa fala que os torcedores sempre procuram briga... porque não vão procurar saber o que se passa na cabeça deste povo de farda?

Claudio Yida Jr disse...

Dizem, e eu não sei, que a PM pediu que o Corinthians deixasse as sardinhas no canto. De qualquer maneira, de fato qualquer barranco é muito melhor do que aquele amontoado de laje na baixada.

No mais, é certeira a definição do Filipe de que os caiçaras são a filial leonor... Quem ouviu a entrevista do língua-plesa ontem pôde ver.

Rafael disse...

E o promotor já dava entrevista coletiva no mesmo instante da confusão. Analisando o caso de ontem e os últimos, dá para pensar que foi tudo orquestrado mais uma vez.

Forza Palestra disse...

Eu vou na linha do Vitor e do Luiz. As coisas estão muito bem orquestradas e eu acredito também que a nossa batalha de sábado não será contra os bambis, mas contra os coxinhas. É bom já chegarmos preparados, pois essa gente não descansa. E eu vou retomar o tema em breve, pois já passa a hora de as organizadas todas se unirem contra quem quer nos destruir.

Denis:
Confesso não conhecer o regulamento do Paulistão. A questão é que o SCCP errou ao dar apenas 6% dos ingressos para os santistas porque permite, por exemplo, um argumento perigoso para os bambis e para toda essa corja que quer destruir o futebol.

Washington disse...

Forza, numa hora vc fala q o SPFW esta certo em destinar somente 10% para os visitantes, depois vc fala q é um absurdo, nao entendi!

"SPFW começou recentemente a fazer o mesmo, no que está certo. E chegou agora a vez do SCCP, que foi inábil e errou no momento."

"E foi tão grande o erro dos dirigentes do SCCP que eles conseguiram equiparar uma medida necessária como esta ao absurdo de que foram vítimas contra as moças do Jd. Leonor. É ruim para todos."

Forza Palestra disse...

É o seguinte, Washington:

O SPFW está certo em destinar 10% para os visitantes quando se trata de Palmeiras e Santos. E é justo que seja assim porque Palmeiras e Santos destinam apenas 10% aos bambis quando os jogos acontecem no Palestra Itália e na Vila Belmiro. Portanto, o que eu disse é que o SPFW age de maneira correta quando destina a carga de visitantes para a torcida do time do litoral, que é exatamente o que não acontecia até tempos atrás.

Isso, no entanto, é errado quando o adversário é o SCCP, pois os jogos entre os dois clubes sempre foram no Jd. Leonor e com a divisão igualitária dos ingressos. Foi este o grande erro dos dirigentes leonores, que ainda vão se arrepender muito disso.

No caso do clássico de ontem, o SCCP apenas respondeu ao que acontece na Vila Belmiro, quando as torcidas da capital são recebidas da pior maneira possível e em um espaço cada vez mais reduzido – que já não comporta mais os teóricos 2.000 torcedores. Assim sendo, era justo destinar apenas 10% para o Santos. O problema é que a carga foi de apenas 6% e em um momento não muito oportuno.

Ficou claro agora?

Abraços

don vitotti disse...

o foda é as torcidas se juntarem qdo as bonecas nunca cooperam.

outra coisa q falta às organizadas é a mentalidade dos barra bravas...a pm foi pra cima da LBDT, o tal 14 apanhou q nem gado, mas ngm recuou...2mil cara indo pra cima de 10pm, vão espremer os ACAB na grade.

Filipe disse...

Palestrino, concordo contigo.
Só que quem equiparou isso não foi a diretoria em exercício; foram os abutres.

Japonês, a pm pediu isso, é verdade. E havia o documento dos 5% a corroborar.

Enfim, coisa que já deveria estar sendo posta em prática há alguns anos, quando diz respeito às sardinhas. Por isso mesmo não posso considerar um erro destinar menos de 10% pra sardinha. É um dever nosso, até.

Abraço.

Forza Palestra disse...

Tem razão, Filipe: é um dever. Mas o que eu disse é que a diretoria de vocês deu motivo para os abutres equipararem as duas coisas. É este o problema: os leonores não perdem a chance de tentar justificar qualquer aberração. E as coisas, como conduzidas neste caso, favorecem a tentativa deles de equiparar tudo agora.
Abraços

Zoinho centro/sul disse...

Alguem sabe quando e onde vai vender ingresso para o dia 28.
Serão quantos para nós ?

Abraços


Zoinho

Cesar - MV - ABC disse...

Antigamente nos Clássicos na vila a Torcida Visitane ficava com TODO O SETOR ATRÁS DO GOL, da superior a geralzona, e aquilo lotava ao ponto de Torcidas de PALMEIRAS e curintians quase dividirem Torcida ( em número ) com o santos, pois enquanto se via espaços vazios de um lado o outro estava abarrotado, quem começou com essa palhaçada foi o santos que passou a destinar somente a Arquibancada Superior, e depois ainda fizeram uma divisão nela, sem contar que mandam fechar bilheterias pras Torcidas chegarem e não ter mais Ingresso e o pau comer lah fora, sem contar tbm os abusos da policia militar santista, que consegue ser pior do que a da capital, fazendo Torcedores ficarem horas esperando no Porto ow no Túnel......
Sobre a confusão no final do jogo, eh ÓBVIO que a pm causou td aquilo, como sempre acontece e NÓS TORCEDORES estamos cansados de saber a verdade, não adianta promotor imbecil ow apresentador moralista ficar dando discursinho na TV pedindo apoio ao ridículo cadstramento nacional de torcedores......

Forza Palestra disse...

Zoinho,

Ninguém sabe ainda. Os bambis estão em silêncio. Devemos ficar só com 6 mil ingressos mesmo, mas não se sabe onde e nem quando os ingressos serão vendidos.

Abraços