01 março 2009

FORA BWA! (de novo)

Sim, a coisa fica repetitiva, mas a situação é insustentável. Virou questão de honra mesmo, e este blog não vai ter paz enquanto os irmãos Balsimelli continuarem enchendo o bolso de dinheiro às custas do sofrimento do torcedor palestrino.

O que aconteceu neste final de semana, por ocasião da venda de pacotes para os três jogos caseiros da Libertadores, é uma afronta ao torcedor e à Sociedade Esportiva Palmeiras. Deixo-os aqui com o relato do Júnior e a análise feita pelo Conrado. Sei também que o Nicola deixou um comentário sobre o assunto em um dos posts anteriores, mas o que eu peço agora é que cada palestrino despeje aqui neste post a revolta contra esta empresa de merda.

Em complemento ao post do Júnior, digo o seguinte:

1. Cheguei ao clube ontem, sábado, por volta de 13h50. Passei pela fila destinada aos associados, dentro do clube, e o Júnior estava já há tempos parado no mesmo lugar. Fui à piscina, fiquei lá por 1h30, tomei banho e segui para a arquibancada - iria começar o jogo contra o Guarani. Passei pelo Júnior e ele estava praticamente no mesmo lugar. Parece mentira, mas foi exatamente assim.


2. Voltei ao clube hoje, domingo. Havia uma fila enorme do lado externo, e ela andava naquele ritmo ditado pela BWA. Do lado de dentro, na fila para associados, a situação era um pouco mais tranqüila. Deixei o clube por volta de 17h, encontrei alguns amigos no Alviverde e fiquei por ali. E a venda de ingressos, que deveria se encerrar naquele horário vagabundo, se prolongou até depois das 18h porque os caras foram incapazes de atender à demanda.

3. O Teo, o homem do nosso estatuto, comprou o pacote para os três jogos. Aí ele mostrou os ingressos e eu notei que havia o bilhete para Palmeiras x Colo Colo e mais dois para Palmeiras x LDU, mas faltava o do Palmeiras x Ixpót. Aí lá foi o nosso amigo discutir com a moça da BWA para reparar o erro. Eu só imagino com quantos torcedores mais isso aconteceu...


Por fim, deixo aqui todo o clipping da BWA neste blog. É um resumo de tudo o que temos enfrentado os palmeirenses para cumprir uma tarefa que deveria ser simples. Segue:

11.08.2008: Mais uma da BWA

09.08.2008:
Do nada ao nada

04.08.2008:
Obrigado, Mesa Redonda

29.07.2008: E a culpa ainda é do torcedor?

28.07.2008: Proibir por proibir

24.07.2008: E o trabalhador, como fica?

23.07.2008: FORA BWA, parte 3

05.07.2008: FORA BWA, parte 2

01.07.2008: FORA BWA, parte 1

30.04.2008: Sobre direitos adquiridos

***

A palhaçada proporcionada pela BWA tinha mesmo de virar o assunto principal do fim de semana, mais até do que a providencial vitória de ontem. Mas o 1 a 0 sobre o Guarani não pode passar em branco, e eu tenho aqui quatro breves comentários a fazer:

1. Foi a quarta vitória do time reserva neste Paulistão. Os dois times de Campinas caíram diante dos nossos suplentes, e Paulista e Marília foram as outras vítimas. E eu lembro ainda que este time reserva levou apenas aqueles dois gols da Ponte em Campinas, passando em branco nos outros três duelos.


2. Com time reserva e arquibancada a R$ 30, levamos ontem quase 12 mil pagantes ao estádio. Um outro clube nesta capital, aquele que alicia consumidores alienados por aí, levou, dois dias antes, 4 mil e tantos com a equipe titular e ingresso a R$ 20.

3. O moleque passa um ano sem jogar por conta de uma grave contusão. Volta ao time, enfrenta a equipe que o revelou, faz o gol da vitória nos minutos finais e vai comemorar. É hora de desabafar. Aí vem o juiz e mete um cartão amarelo nele. Realmente estão levando a sério a idéia de acabar com o futebol...

4. As vaias para Marquinhos, no momento de sua saída, vieram da numerada e do setor Visa, aquele que congrega tantos e tantos elitistas de última hora. A arquibancada teve uma postura bem diferente, e isso apenas reforça tudo o que eu defendo.

26 comentários:

Caio disse...

Cara, contei essa história no Parmerista! e vou contar aqui também. Na sexta, depois de 3h30 de fila, o orientador veio conversar comigo e mais uns outros torcedores que tavam ali na frente da fila.
Falou que quando chegou de manhã pra traçar o plano de como ia vender, conversou com o diretor que administra os ingressos (não soube me dizer o nome). O orientador primeiro falou para o diretor colocar uns 8 orientadores, o diretor disse não. Depois disse para ele abrir uns 12 guichês. De novo, o diretor disse não, e deixou só 4.
Ou seja, se esse cara tiver mesmo falando a verdade (e ele me convenceu, pq esse parece ser o tipo de coisa que acontece no Palmeiras) o problema tem muitas raízes dentro do clube também.
E é claro que a BWA tá longe de ser inocente, pq também tá muito enrolada.

Bruno Theodoro de Aquino disse...

Providencias Já!!

http://verdaopalestra.blogspot.com/

Cesar - MV - ABC disse...

FORA BWA!!!!
A Diretoria do PALMEIRAS tbm tem culpa em td isso mas o sistema de venda e Ingressos que demora uma eternidade para imprimir um Ingresso eh da BWA, que saudade do tempo que o Ingresso era de papel e jah vinha com tudo escrito, na hr de entrar era soh destacar, hj a mordenidade atrasa o lado do Torcedor que perde horas de trabalho comprando Ingresso ow que tem que sair de casa às 8hrs da manhã para um jogo as 4 da tarde no Palestra, outro grande problema eh a má vontade dos funcionários tnato quem está dentro da bilheteria quanto dos orientadores, são tds incompetentes, aqui em Santo André no Bruno Daniel a menina da Bilheteria simplesmente fecha o guichê quando tem mta gente e começam as reclamações pois tem medo de gerar tumulto, oras, o tumulto quem gera são eles msm que não fazem a coisa da maneira como deve ser feita, daí tem que esperar a polícia chegar pra voltar a vender os Ingressos e quando a polícia vem falar com a gente simplesmente dizemos que o que houve foram gritos de reclamação dos que estão a horas na fila, sem contar que em Santo André os orientadores nunca estão presente, costumam chegar 2hrs depois do início das vendas, sendo que a essa altura nós msms Torcedores jah nos organizamos, ateh pq grande maioria dos que sempre compram lah jah se conhecem e todos acabam colaborando, jogos como Clássico eh normal ficar 4hrs na fila esperando para comprar Ingressos, sem contar que tem dia que pedem CPF tem dia que não, as msm pessoas que recusam a sua carteirinah de estudante num dia aceitam no outro, daí vc ve que eh pura maldade e má vontade deles msm, estão lah ganhando dinheiro pra fazer uma coisa mto mal feita e ainda tirando um barato da cara do Torcedor, que paga mto caro por isso......


Cesar - MV - ABC

mancha z/s disse...

fora BWA!!!!!

eu perdi 3 horas pra comprar o ingresso ontem!!!!1 3 horas!!!!!! e tinha soh umas 30 pessoas na minha frent.e... como pode????

Anderson Ugiette disse...

barney, posso ser deveras provinciano mas, aqui o SPORT vende seus ingressos, com a ajuda da Policia pra organizar. tem sangue, tem luta, tem porrada. Eu acho que assim que deve ser!!! eu não espero tratamento melhor nem do meu clube nem da policia, eu sou torcedor da ARQUIBANCADA e pior, ou melhor vai saber, ARQUIBANCADA LATERAL, fica atras do gol no que chamamos de geral.
pra mim ir ao estadio é pra quem tem culhões, é ser HOMEM no mais nobre e animal sentido da palavra... o interessante é que levei 45 minutos de muito empurra empurra pra comprar o meu SPORT X PALESTRA da copa do brasil ano passado... um jogo de lotação completa como vcs bem sabem...
vai saber o que a BWA faz pra ser tão incompetente... eu prefiro o clube à empresa, a policia aos orientadores e o empurra-empurra à organização!!!

se você tem culhões vá ao estadio, se não, FIQUE EM CASA.

abraços

FORZA PALESTRA e PELO SPORT TUDO!

Anderson Ugiette disse...

tive que voltar....
o time ta voando o madureira tem montado ele de forma correta... neguon assiste um jogo (UM JOGO)de um garoto que ficou parado por cirugia e começa a vaiar???
pau no cu dos ELITISTAS!

abraços

FORZA PALESTRA E PELO SPORT TUDO!

Zoinho centro/sul disse...

Mano você acha que existe alguma possibilidade de conseguir esse ingresso hoje, no horario de almoço ?
Senão vou comprar só para amanhã e perco a promoção e que se foda, 15 conto para tomar um preju de 03 horas é que naum rola !!

Abraços

Qualquer coisa me responde no email, ou manda uma mensagem de celular.

Anônimo disse...

eu ainda estou esperando pelo protesto da mancha contra essa bwa, nos mesmos moldes daqueles direcionados a traffic.

marcelo c lopes

Anônimo disse...

eu ainda estou esperando pelo protesto da mancha contra essa bwa, nos mesmos moldes daqueles direcionados a traffic.

marcelo c lopes

Anônimo disse...

eu ainda estou esperando pelo protesto da mancha contra essa bwa, nos mesmos moldes daqueles direcionados a traffic.

marcelo c lopes

Gabriel Porto disse...

Fala Rodrigo,

você sabe que eu sempre leio seu blog mas nunca escrevo nada, mas desta vez não resisti.

Eu estava no setor VISA no sábado, assim como em outros jogos, e devo dizer:

1- O setor VISA pode ser considerado elitista, é uma merda ficar sentado, tem um monte de babaca lá, mas infelizmente é o jeito que tenho hoje pra ir aos jogos. Não tenho como comprar ingresso antes e prefiro pagar R$ 30,00 pela internet e garantir meu ingresso.

2- As vaias não vieram somente do setor VISA, inclusive começaram do outro lado do estádio, no setor Família, perto de onde o Marquinhos estava jogando.

Não estou defendendo o setor VISA, acho uma merda, mas faço uso dele sim.

Abs
Gabriel (Cabelo)

Forza Palestra disse...

Obrigado a todos. A idéia é juntar todos os relatos que forem possíveis para mostrar à nossa diretoria (e eu sei que o Belluzzo acessa os blogs) que não dá mais para aceitar os absurdos cometidos dia após dia por esta empresa incompetente. Mais até: se for comprovada a responsabilidade da nossa diretoria no mau atendimento aos torcedores, é mais do que necessário fazer as adequações para que o torcedor seja atendido de maneira decente.

O César, diga-se, tocou em um ponto determinante: as coisas funcionavam muito melhor na época dos ingressos de papel. Essa tal modernidade só serviu para complicar a nossa vida.

Algumas respostas direcionadas:

Anderson:
Eu concordo que o clube deva assumir a responsabilidade pela venda de ingressos. É um bem bastante precioso. Se for para terceirizar, que seja para uma empresa competente para isso. De resto, meu caro, creio que exista um certo exagero aí: você tem que esperar um tratamento melhor do seu clube no que diz respeito à venda de ingressos. Isso é o mínimo que se pode esperar, mas hoje as coisas acontecem de um jeito tal que parece que o clube quer dificultar ao máximo essa tarefa. Isso é inadmissível.

Zoinho:
Velho, espero que tenha conseguido na hora do almoço. Me liga se precisar.

Marcelo:
Sim, eu concordo com você.

Gabriel:
Você é torcedor de arquibancada. E há outros tantos que freqüentam o Visa nessa condição e devido apenas à dificuldade para conseguir ingressos de arquibancada. Pode ficar tranqüilo. Eu ouvi vaias vindas do Setor Visa e da numerada, mas tudo bem. Vê se aparece amanhã lá onde a gente fica antes do jogo.

Henrique Alecsander Xavier de Medeiros disse...

Seguindo um dos itens do estatuto do Teo, "O trabalho não pode atrabalhar o Palmeiras", sexta sai mais cedo do escritório para comprar o pacote da libertadores. Cheguei no clube por volta das 16:45 hs e a fila não estava grande, tinha entre 15 e 20 pessoas. Quando deu 17:00hs uma das moças avisou que só seria atendido quem já estava na fila. O problema é que, em que pese a fila pequena, somente consegui comprar o meu pacote por volta das 18:45hs, ou seja, levou 2 horas para atender cerca de 20 torcedores, incrível média de 6 minutos por torcedor.

Vitor MV disse...

Já me cansei dessa merda de BWA faz tempo ,não vejo a hora do Palmeiras arrumar um contrato com uma empresa decente, mas é muito importante também que a direção do clube tome providencias contra cambistas e funcionários que são uns trastes, tanto os orientadores, como os vendedores, todos tem má vontade.Mas como nós torcedores somos tratatos como lixo, vai ser dificil alguma coisa mudar.

E Barneschi,sobre o setor VISA, tenho o mesmo pensamento que o seu, e acho até que sou mais radical. Fico imaginado um jogo sem as ORGANIZADAS, iria ser pior do que jogo da seleção,vaia atrás de vaia, se o time não fizesse gol nos primeiros 10 minutos o estádio iria achincalhar 1 por 1, desde o São Marcos, até o Keirrison.

Abraços,

Anderson Ugiette disse...

eu sei que sería otimo receber tratamento decente do clube... mas, eu descobri a muito tempo que, pra mim, FUTEBOL é GUERRA. E como tal,tem sofrimento, SANGUE, confusão e todo o mais. por isso que não me impressiono com o tratamento do clube. Afinal, os diretores do mesmo não frequantam a arquibancada. mesmo assim deixei claro que apesar de tudo levei menos de 1 hora pra comprar ingresso pra uma partida importante da copa do brasil.
isso na ilha do retiro que é quase que no centro de Recife e com os ingressos sendo vendidos pelo clube, não por empresa "expecializada".
enfim, ABRAÇOS!

se você tem culhões vá ao estadio, se não, FIQUE EM CASA.

FORZA PALESTRA e PELO SPORT TUDO!

Forza Palestra disse...

Porra, Anderson, mas aí você está radicalizando até o meu discurso.

Sim, futebol é guerra, mas isso não se aplica à venda de ingressos. Guerra é a maneira como nós encaramos o esporte e tudo mais, mas a venda dos ingressos deve ser sempre facilitada. Não podemos admitir a situação atual.

Ademir Castellari disse...

Caro Barneschi, nos encontramos - no sábado - ao lado das filas. Sim filas, duas: uma para o jogo de sábado (carne de pescoço) que estava às moscas. A outra a da libertadores (filé mignon - pelo menos paa os deslumbrados) estava impraticável. Moral da história, o imbecil aqui - termo forjado por um tal de PC, que ensejou meu rompimento com a mídia palestrina - assistiu ao jogo carne de pescoço e esá sem ingresso para o filé mignon. Maldita BWA, acorda diretoria, mas enquanto tivermos seres desprovidos de cérebro em nossa torcida, daqueles que consideram que torcedores de arquibancada são imbecis, que o preço qualifica a torcida, sofreremos. Em meu caso, continuo na luta. Vida longa às arquibancadas e a aqueles que a frequentam. Abraço.

Nicola disse...

Não só contra a empresa, mano. Revolta também contra gente de dentro do Palmeiras, Federações, CBF e afins.

Também ouvi falar de algo muito parecido com isso que o Caio colocou aí (primeiro comentário), vindo de um orientador, na venda dos ingressos para os jogos contra Marília e Potosí.

Pra mim isso é parte da elitização. Querem é foder com o torcedor. Sim, toda essa dificuldade, esse sacrifício para conseguir ingressos, e mesmo sendo sócio, imagine quem não é. Me lembro de 2006, jogo da pré-Libertadores contra o Deportivo Táchira. Fui eu comprar ingressos na bilheteria da Turiassu, e a fila já chegava no portão dos visitantes, na Padre Antonio Tomás. Entrei lá e depois de umas 2h30 no máximo, sai de lá com o ingresso. Vários guichês abertos, fila andando normalmente. Agora em 2009, na mesma pré-Libertadores, cheguei na fila cedinho, e entrei nela no ponto de ônibus que tem na Turiassu. Durou praticamente o mesmo tempo. Sem contar as palhaçadas daquele dia, não aceitando carteirinha de estudante de 2008 (válida por lei até março deste ano), exigindo CPF pra comprar inteira, e muita gente ficando sem ingresso em função disso. Chamamos impren$inha, polícia... E nada foi feito, nem uma mísera reportagem. Me digam, o que é que explica isso, de 2006 pra 2009 essa diferença? Talvez eu esteja ficando louco, mas pra mim está muito óbvio, querem mesmo é acabar com o futebol com alma, dentro e fora de campo estamos assistindo a isso, essa da comemoração do Sacconi é um bom exemplo...

E 27mil entradas? Já teve jogo no Palestra com 40mil pessoas! E sem o complemento da arquibancada vermelha, nem setor lima-limão, se bobear sem o que é hoje o lilás e parte do que era o laranja... Conseguiram tornar isso aqui inimaginável: www.youtube.com/watch?v=B9_G1sm9lkk

FORA BWA E OS FILHOS DA PUTA QUE QUEREM ACABAR COM O FUTEBOL!

Anderson Ugiette disse...

a guerra deve ser contra os INIMIGOS e não na compra de ingressos... mas, ajuda a entrar no clima... ajuda pensar que eu estou sofrendo pra pegar meu ingresso enquanto a massa alienada tem um delivery e ainda assim não lota seu chiqueiro. temos um caso igual ao SPFW aqui, o nauticu. só que aki é pior... eles tem promoções de ingresso a 5 reais, 15 é o preço padrão pra eles e só lotam o estadio de 19000 lugares em classicos e jogos decisivos.
enquanto isso nós levamos porrada da policia, pagamos 25 ou 30 reais e lotamos constantemente um estadio de 35 mil lugares... nem sempre tem 35 mil mas geralmente entre 15 e 28 mil pessoas... como todos os horarios sem-vergonha.
é guerra sim... e começa fora dos estadios, começa quando eu dou meu sangue e o filhinho de papai nem enfrenta fila!!!

se você tem culhões vá ao estadio, se não, FIQUE EM CASA.

FORZA PALESTRA e PELO SPORT TUDO!

Forza Palestra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Forza Palestra disse...

O leitor Alexandre Guedes não está conseguindo publicar os comentários por aqui, mas mandou o relato por e-mail. Segue:

Na sexta feira passada dia 27/02 fui comprar meus ingressos para o jogo contra o guarani e pacote libertadores.
Cheguei na porta do Palestra às 11:00 da manhã a fila estava proximo ao portão principal, até aí suave não tinha mais que 40 pessoas na minha frente..... passado meia hora eu não saí do lugar que havia ocupado. Sabe como é né na fila todo mundo fala com todo mundo, um "colega de fila" foi até as bilheterias ver o que acontecia já que a mesma não andava. e voltou relatando que os 6 guiches estavam vendendo ( muito lentamente) alem dos ingressos para as partidas de futebol ingressos para o desfile das campeãs do carnaval paulista. Cada pessoa demorava em media 20 minutos na boca do guichê.....passado uma hora na fila os Genios que lá estavam resolveram separar os produtos jogos X Carnaval, e tiveram a grande ideias de colocar 4 guiches para vinte gambás que queriam ingressos para o carnaval e 3 guiches para mais de 200 Palmeirenses que queriam ingressos para o jogo e pacote.
O barato já não andava e com 4 guiches a menos imagine o que ficou.........
Faltou pouco pra aqueles coletes amarelos apanharem pois os mesmos davam preferencia os Cambistas, a coisa tava tão descarada que criamos uma "Força tarefa fisacalizadora de fila" parece brincadeira mas não é..... consumidores e torcedores fazendo o trabalho de quem estava lá ( de colete amarelo) pra bagunçar...... Amici todas as vezes que tentamos falar com aqueles imbecis de coletes eles respondiam a Culpa é da Diretoria . Realmente a culpa é desta diretoria que ainda tem como parceira essa maldita empresa.

Até quando seremos refens destas pessoas? Ate quando o Torcedor será maltratado embaixo das barbas brancas da nossa diretoria? Até quando seremos obrigados a ver esses Vermes cambistas rindo da nossa cara as portas do Palestra?
Toda vez faço um juramento e toda vez pelo amor ao Palmeiras eu o quebro. O de nunca mais pisar no Palestra até que se moralize a venda de ingressos.

No resumo da historia eu consegui meu ingresso às 15:49 minutos, quatro horas e quarenta e nove minutos depois."

Rodrigo SP disse...

Sobre a palhaçada dos ingressos: Domingo perdi 3 horas e meia embaixo de um sol de 35 graus para comprar dois pacotes para a primeira fase da Libertadores. O problema não foi a fila, que não estava tão grande. A bosta toda aconteceu por causa do sistema de vendas dessa merda de BWA. Apesar de estarem vendendo pacotes, era preciso cadastrar o CPF do "comprador" (leia-se torcedor maltratado) para cada jogo. Resultado: comprei 2 pacotes, e tive que falar meu CPF para a bilheteira 6 vezes, e esperar ela cadastrar um por um! Fiquei mais de dez minutos na bilheteria, e isso aconteceu com TODOS os torcedores que compraram o pacote.
Vi muita gente desistindo na metade da fila. Tem que amar muito o Palmeiras mesmo para se sujeitar a tamanho desrespeito.
Enfim, tô com os ingressos na mão, e vou assistir aos 3 jogos. Mas a raiva que passei e o número de Palestrinos que eu vi desistindo de comprar os ingressos me levam a acreditar que temos que explusar a bwa do Palmeiras, nem que seja à força.

pedro disse...

Barneschi,

Vou fazer uma provocação aqui, os ânimos estão muito acirrados. A tal da mídia palestrina rachou. E vejo o Ademir dizendo que foi devido em grande parte ao PC (?!) que apenas é um assíduo comentador do blog do Conrado!

Você fala muito em guerra. Sai dessa, futebol não é guerra. Eu acredito piamente na frase em baixo de seu banner: Guerra é uma questão de vida ou morte, futebol é muito mais importante que isso.

Abraços,

Pedro.

Conrado disse...

barneschi, eu estava na arquibancada e achei justissims as vaias ao marquinhos - quando ele saiu, nao enquanto estava em campo.

jogou mal pra caralho, desinteressado, se escondeu da bola.

acho que tem que vaiar quando o cara sai depois de fazer isso, ainda mais com cabelinho cheio de gracinha e chuteirinha vermelha.

e que ele aprenda que palmeiras nao é vitoria da bahia. e que jogue a bola que ja sabemos que ele joga. senao, que vá pra portuguesa.

Forza Palestra disse...

Fala, Pedro, beleza?

Meu caro, note que a palavra ‘guerra’ é utilizada não no seu sentido literal – até porque ninguém vai sair se matando pelas ruas –, mas com o claro intuito de demonstrar a importância que o futebol tem para alguns de nós. Quanto à frase do banner, não existe qualquer referência a guerra. O sentido é: algumas pessoas enxergam o futebol como questão de vida ou morte, mas ele é ainda mais do que isso. Se você, como dito, realmente acredita nisso, te diria que está a um passo de encarar o futebol da mesma forma que eu: como guerra.

Admito que os ânimos estão acirrados, mas eu apenas reagi a uma polêmica iniciada sem qualquer motivo lógico. A discussão é pública e está lá no Parmerista!, para quem quiser acompanhar e tirar suas próprias conclusões. Eu já disse tudo o que deveria, e não tenho como ficar discutindo com alguém que é baixo a ponto de fazer graça com o sobrenome de quem sequer conhece. Pra mim não tem conversa com esse tipo de gente. Enquanto ele se propõe a ver os jogos pelo PFC, eu vou ao estádio. É lá que torço pelo time. É lá que encontro gente como Ademir, Raphaello, Teo, Giocondo, Júnior e tantos outros.

É lá que eu exerço meu direito de torcedor e não de consumidor. É lá que eu faço minhas amizades e encontro pessoas que pensam como eu. E isso é sagrado para mim. Se não é para alguns, que façam bom proveito do PFC e que exerçam seu direito de consumidor da maneira que for mais conveniente. A minha relação com o meu clube não é de consumo, mas de paixão.

Quanto ao “racha” da Mídia Palestrina, eu não vejo bem dessa forma. Como eu disse ao Ademir, cada blog tem autonomia para divulgar seus ideais e seus princípios, de tal forma que ele continua, na minha visão, a fazer parte da coletividade. Não muda nada para mim, e ele continua sendo meu amigo, com quem encontro sempre no estádio e no clube.

De qualquer forma, agradeço pelo comentário e pela opinião.

Abraços

Forza Palestra disse...

Fala, Conrado, beleza?

Então, eis o que eu penso:

1. Eu disse, assim que ele chegou: este é um novo Jackson, com a diferença que veio do Vitória e não do Ixpót. Portanto, não esperava nada do cara.

2. Concordo que ele jogou mal. Não apenas ontem, mas em todos os demais jogos. E concordo que ele está cheio de graça, quando deveria estar preocupado em mostrar a que veio.

3. Admito um certo preconceito com o Setor Visa. Eu realmente sou contra aquele espaço. Sei que a gente discorda nesse ponto, mas tá tudo em casa. Como eu disse, o importante são os ideais maiores.

4. Minha preocupação é sempre com o time e não apenas com um jogador. Vaiar um atleta, qualquer que seja ele, pode gerar uma instabilidade desnecessária, além de alimentar uma possível crise fomentada pelos nossos amigos jornalistas.

5. Nego adora falar mal de torcida organizada, mas é o primeiro a conturbar o ambiente, como neste caso específico. E isso não se refere a você, é evidente, pois todos têm direito a vaiar este ou aquele jogador, mas sim a esse pessoal que adora detonar a Mancha sem perceber que ela mantém a coerência ao menos nesse aspecto.