29 março 2009

Faltou carniça para os abutres

Jogos no Jd. Leonor viraram caravanas dentro da cidade de São Paulo. É assim que nos sentimos agora, como se estivéssemos indo para um jogo no interior ou, pior, para fora de SP, onde a hostilidade é maior e a desvantagem numérica se faz notar.

O clássico de ontem, disputado para menos de 20 mil pagantes, transcorreu com uma tranqüilidade que eu definiria até como frustrante, se considerarmos a expectativa criada. Não à toa, os abutres estavam todos lá. Do lado de fora, na rampa de acesso à arquibancada/Setor Visa, na arquibancada, no gramado, no helicóptero, por todos os cantos.

Tudo o que queriam os diligentes homens da nossa imprensa esportiva era uma briga, por menor que fosse, para estampar as manchetes do dia seguinte ("Organizadas brigam e afastam torcedor comum do clássico") e as chamadas dos programas de TV (“Selvageria! Torcidas organizadas levam pânico ao Morumbi”).

Repito: poderia ser um mero desentendimento, uma dessas brigas de colégio, uma simples discussão. Não importa; eles fariam o serviço sujo sem muito peso na consciência.

Para azar deles, no entanto, tudo aconteceu sem sobressaltos. Do antes ao depois, foi um clássico que nem parecia clássico. Em parte, admito, porque a PM fez um bom trabalho, isolando as potenciais áreas de conflito e não partindo para o confronto com a massa.

Mas essencialmente porque o público foi muito pequeno, diluindo um pouco os problemas que já foram e ainda serão causados pelas ciladas arquitetônicas armadas pelos modernos, visionários e arrojados dirigentes leonores. A conferir.

***

QU3 T4L J064R FUT380L?

A derrota de ontem serve para uns e outros despejarem por aí a falta de argumentos que caracteriza o SPFW. Serve também para que a imprensa dispare suas babaquices costumeiras, mas isso acontece mesmo com as nossas vitórias. De mais a mais, no entanto, é um resultado que deve ser encarado com a nulidade que lhe cabe.

A começar pelo fato de que não trouxe assim grande repercussão para a tábua de classificação, à medida que os dois já garantiram vaga na semifinal e podem se enfrentar em uma eventual decisão de título. Mas, acima de tudo, pela análise do que se viu dentro de campo:

Houve um time ontem que tentou jogar futebol. Tentou à exaustão, mas de forma atabalhoada, sem a devida competência e sem qualquer inspiração, em parte porque o calendário não ajudou (com Armero na Colômbia, perdemos o nosso único lateral efetivo) e outro tanto porque Diego Souza, que tem desequilibrado, foi novamente impedido de disputar um clássico contra os bambis.

Do outro lado, tivemos o SPFW, um time que pratica uma atividade que até lembra o futebol. Mas só lembra, porque o que eles jogam pode ser chamado de qualquer coisa, menos de futebol.

Tudo o que fizeram as moças do Jd. Leonor foi achar o gol no começo (e eu me convenço que as falhas na nossa defesa são incorrigíveis) para depois viver de uma retranca que não pôde ser superada devido à ausência de dois de nossos jogadores mais incisivos. É uma tática eficiente – e isso não se contesta –, mas não é futebol.

Futebol é outra coisa, e não será fácil apelar para o esquema Muricy se tivermos em campo Diego Souza durante os 90 minutos (coisa que os homens do apito não permitiram nos dois últimos duelos) e um único lateral pelas pontas. E, claro, é de se esperar que o árbitro do jogo seja imparcial como o de ontem, o primeiro em muitos jogos.

Quanto à invencibilidade que caiu ontem, não me preocupa. Isso aconteceria cedo ou tarde e, enquanto não acontecesse, seria mais uma arma para a nossa imprensa esportiva, aquela que vive de discursos vazios e de tentativas de desestabilizar o nosso Palestra.

Às moças, vale lembrar: se nos encontrarmos nas finais, vocês virão decidir a guerra na nossa casa, e aí o time mandante não faz o papelão de reduzir a carga dos visitantes para deixar 70% do estádio vazio. É tudo questão de comprometimento, e não se pode esperar muito da geração vitrine.

***

Bambi,
Pra que time você torcia?

16 comentários:

LOPES disse...

Claro, não poderia deixar de citar esses horríveis códigos marketing da samsung.

Logo aqui, no blog mais futebol "verdadeiro" e não consumidor da internet.

Acho engraçado, as coisas só valem pros outros né?

Quando a Samsung bota uma grana na parada, marketing passa a ser legal.

MANCHA IPIRANGA disse...

VAI TER VOLTA BICHARADA SUJA!!!!!

South Park disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
RODNEI TTI disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mauro M. disse...

Engraçado...vcs que adoram pesquisas na net, podiam pesquisar nos ultimos jogos no Baconzitos, qtos deles o SPFC ganhou, qtos foram empates, e quanto o palmeirinhas seguundona ganhou.

Vejam la e coloquem aqui nesse blog.

Quem ve essas alienadas da geracao parmalat falarem, pode pensar que jogo no baconzitos eh dificil.
Muito pelo contrario..exceto qdo tem o artilheiro gas escalado, o palmeiras eh enrabado la...a gente mija de porta aberta.

Eu particularmente gosto muito de jogos nos baconzitos. Tem metro perto...olha..se o Morumbi tivesse metro, a media seria bem maior. E vcs nem com metro.

Mas, voltando ao ponto. No baconzitos, o SPFC adora jogar. Tanto eh que sempre q vcs podem, vcs mudam o jogo para o interior.
Time frouxo que tem medo do proprio estadio hahaha..mas o mais patetico, eh esses exemplares da geracao parmalat falando q no baconzitos tera volta..volta do que, suas insanas? ahahaha...o SPFC ganha no Morumbi e no baconzitos.
Eh fogo falar com uma geracao que vive de lendas, internet, e sequer pensa no que diz.
Nao eh a toa que estao virando uma portuguesa.

Rafael disse...

Bom saber que a audiência tricolina continua grande nos blogs palmeirenses. Deve ser pelo interesse em conhecer a verdadeira história desse clube, que é escondida pelos seus dirigentes.

rodnei t t i disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Xadrezderua disse...

NOBILIÁRQUICO RODRIGO.

Devo parabenizar a MIDIA PALESTRINA pelo reconhecimento de uma empresa multinacional.
Como fica claro pela audiência tricolixa (quem não tem torcida e só tem escória, precisa se informar nos blogs dos outros), a seriedade das informações jornalísticas, afinal, são devidamente enaltecidas...

Ás ratazanas de esgoto do Jd. Leonor daí de cima: NÃO HÁ DINHEIRO NA FITA.. É uma teaser, seu rato.
Não sabe o que é ?? Pergunta pro Gardenal Bebêncio. Se ele estiver sóbrio, ele te explica....

Rodrigo SP disse...

Pqp, como vem bambi aqui. Devem estar atrás de macho, só pode ser. Vão dar o cu seus fdp. Esse jogo não valeu nada, quero ver é na final bixas do caralho.

Anônimo disse...

Patética toda essa campanha da dita " mídia palestrina" contra o São Paulo Futebol Clube e seus torcedores, a fim de desqualificalos através do uso de adjetivos preconceituosos e mentirosos.
A quem vocês querem enganar??? A história está ai, é só analisá-la de uma forma isenta e responsável, e não demorará para todos nós chegarmos a conclusão de que somos superiores a vocês palmeirenses; temos mais títulos, mais torcida e vencemos vocês no confronto direto.
Não será através de ofensas que vocês poderão um dia nos superar, se isso ocorrer deverá ser feito dentro de campo, através da prática do futebol.
Honestamente me dá pena ver como algumas pessoas encaram a realidade, e de como eles a transmitem para seus pares.
Tente não se preocupar tanto com meu time, pois eu não me preocupo com o seu até ambos estarem perfilados no campo de jogo.
Saudações.
Michel.

Pedro Pellegrino disse...

Esse Keirrison está me decepcionando, quiseram compará-lo ao Evair... Se ele não jogar bola,não enfiar um bico na bola ao invés de atrasar para o ceni, infelizmente vai ser mais um desses atacantes que a mídia coloca lá no alto e nem são tudo isso não. Tomara que eu esteja errado. Tomara que o K9 faça gols em jogos que valem alguma coisa.

Forza Palestra disse...

Vejo que temos muitas moças alienadas por aqui. Informo que, por uma questão de respeito aos princípios mais elementares da Língua Portuguesa, foram excluídos os comentários feitos por internautas com menos de oito anos de idade. No caso dos demais, eis as respostas:

Lopes:
Bom o seu comentário. Vamos lá:
Este blog – e o autor dele – nunca fizeram qualquer comentário na linha “Abaixo os patrocinadores de camisa”. Não é o caso, pois é inviável hoje a sobrevivência de qualquer clube sem o dinheiro dos patrocinadores.
Por trabalhar com comunicação corporativa, eu tenho uma visão mais ampla do assunto e me sinto bem à vontade quando faço críticas aos imbecis do marketing, que são logo aqueles que atacam a essência do esporte.
O que se condena aqui não é o investimento nos clubes e o marketing para alavancar receitas, mas sim o marketing predatório e o marketing pelo marketing. É o que faz, por exemplo, o marketing do SPFW, que chegou até a criar um projeto de conversão para aliciar novos consumidores (em lugar de torcedores). O marketing predatório é condenável.
Quanto à ação da Samsung, informo que o senhor pode obter informações mais detalhadas no próximo post. Apenas em atenção à sua tentativa de acusação, digo que a linha editorial deste blog permaneceu a mesma durante estes últimos dias do teaser da Samsung. O resto fica para o post seguinte.

Mauro M.:
Baconzitos? Putz, cara, tenta outra; essa aqui não valeu.
Eu não adoro pesquisar nada na internet. Eu conheço a história do meu clube sem precisar apenas a isso. É o contrário de vocês.
Se este é o seu caso, recomendo, só para início de conversa, que você vá pesquisar a letra do hino do seu clube. Aí você tem um tempo para decorar e voltar aqui. Não vou exigir que você entenda a letra, porque aí já seria pedir demais, mas basta decorar e podemos continuar com o debate.
Se tiver um tempo extra, vá procurar a história do Jogo das Barricas.

Michel:
Sim, a história está aí. A pergunta é: você realmente conhece a história do seu clube? Eu respondo: não, não conhece. Vai estudar um pouco e depois a gente tenta dialogar.

Anônimo disse...

E a história se repete, porém como farsa: desqualificar o discurso adversário.
Michel

Forza Palestra disse...

Michel,

Argumento fraco o seu, viu?

Pergunto: o que é um debate se não a contraposição de argumentos?

O que você fez foi escrever um comentário sem conteúdo algum, e apenas com uma frase que mereceu a minha resposta. E foi o que eu fiz.

Você certamente não conhece a história do clube para o qual diz torcer. Se conhecesse e se tivesse dignidade, não teria seguido esse caminho.

LOPES disse...

Se trabalha com comunicação corporativa sabe que nem toda ação de marketing do sao paulo é ruim ou "do mal"

é apenas marketing, como esses códigos horrosos e de mal gosto

esse drama em cima do "aliciamento"é muita choradeira. qualquer um sabe que isso é ação reduzida que influencia pouca gente. o que dá mais torcedores são os títulos e vitórias do time.

Forza Palestra disse...

Sim, Lopes, é evidente que nem toda ação vai por este caminho. Mas esta é a linha de conduta do tal do Casares. É um marketing predatório e manipulador. Se ficasse apenas no marketing, ok. O problema é quando ultrapassa a fronteira entre propaganda e manipulação via imprensa. Volto a isso em breve.

De resto, é seu direito não gostar dos códigos da Samsung. Mas é uma estratégia de marketing para vender um produto; nada além disso.